Actoil

Blog Actoil

Voltar

Embarcações ganham aliado para evitar degradação do Diesel

23 nov

Actioil A550 tem a chancela de diversas marcas e parcerias internacionais com grupos do ramo naval

O Diesel das embarcações e equipamentos que operam em portos sofrem forte a influência da umidade, o que contribui sobremaneira para a formação de borras e corrosão nos tanques, gerando perda de confiabilidade no funcionamento e custos elevados de manutenção preventiva e corretiva.

Um mercado semelhante é o de geradores que armazenam Diesel por longos períodos. Uma das principais empresas especializadas na conservação de geradores do país, a A&T Power Service, que atua com manutenção preventiva há oito anos, também confirma o benefício. “O A550 da Actioil é hoje a melhor solução para a manutenção, prevenção e cuidado com motores a diesel. Nossos clientes e parceiros tiveram redução de despesas com a utilização do produto, diminuindo reparos de bombas e trocas de filtros de seus geradores”, afirma Altair Pedro da Silva, diretor da A&T Power Service.

O A550 não é um aditivo, já que seu emprego acontece apenas a cada seis meses. Para tanques e motores há necessidade de aplicar 0,5% da capacidade total nesse período. Com diversas funções, o produto cria uma nano película, que se prende às paredes internas do tanque, fazendo com que sua atuação permaneça pelo período indicado, ao contrário dos aditivos.

O Diesel brasileiro contém 7% de biodiesel e, nesse caso, a necessidade do Actioil A550 é ainda maior, pois a presença do biocombustível, um elemento orgânico, facilita a proliferação microbiana. “A partir do momento em que se aumenta o alimento para as bactérias, com a adição de biodiesel diminuição do teor de enxofre, que seria o veneno, o cenário é de aumento drástico da proliferação bacteriana”, explica Jair Duarte. No ambiente marinho, o risco de problemas é ainda maior, devido à chance de corrosão.

No longo prazo, o uso do A550 evita a formação da borra, que afeta o sistema de combustão. Com ele, não há registro de perda de potência dos motores ou aumento do consumo de combustível; entupimento e saturação de filtros e tubulações; corrosão nos tanques e partes metálicas; e, por fim, quebra das bombas de combustível. Além disso, há grande contribuição ao meio ambiente, eliminando os resíduos nos tanques de combustível e diminuindo emissões dos motores.

Comentários 0